Author Archives: Karina Fonsaca

  • A Rainha Ginga, José Eduardo Agualusa

    Há mentiras que resgatam e há verdades que escravizam. [Agualusa] “Dona Ana de Sousa, a rainha Ginga, morreu a 17 de dezembro de 1663, aos oitenta anos, em paz com os portugueses e com a Igreja Católica”, relata Francisco José da Santa Cruz, também aos oitenta anos, vividos entre as lembranças de sua convivência com …

    More  →
  • Perro Viejo, Teresa Cárdenas

    “Sufro la inmensa pena de tu extravío Siento el dolor profundo de tu partida Y lloro sin que sepas que el llanto mio Tiene lagrimas negras, tiene lagrimas negras Como mi vida” (Lagrimas negras, Buena Vista Social Club) Algumas pessoas se recordam de suas leituras da infância e é um alento quando encontramos tais experiências …

    More  →
  • Lazarilho de Tormes, Anônimo

    Nesses tempos de adversidades e de reviravoltas em nossas fortunas, apresento brevemente o livro Lazarilho de Tormes, história sobre a personagem do “pequeno Lázaro”, situada na Espanha do século XVI, que poderia refletir muito bem as condições de vida de muitos anônimos sobreviventes que caminham sob os olhos desatentos dos demais em uma sociedade extremamente …

    More  →
  • O gigante enterrado, Kazuo Ishiguro

    Em outros tempos, neste mesmo Prosa Mirante, escrevi sobre Kazuo Ishiguro e seu livro de contos, Noturnos. À época, destaquei a importância de Ishiguro para a literatura contemporânea, principalmente na escrita de romances. Justamente sobre o mais recente, publicado em 2015, que debruço-me nesta resenha: O gigante enterrado. A princípio, parece-me que o livro reitera …

    More  →
  • Outros cantos, Maria Valéria Rezende

    “Saudade quero ver pra crer Saudade de te procurar Na vida tudo pode acontecer Partir e nunca mais voltar” (Saudade – Otto) 1 Hoje apresento a quarta resenha da série Maria Valéria Rezende. Para quem acompanha nossos escritos, deve ter percebido nosso pendor e carinho pelos textos da escritora. Furto-me de descrever sua biografia encantadora, duas …

    More  →
  • Minha vida de menina, Helena Morley

     Mas que hei de fazer se não posso mudar meu gênio? Trilha sonora: o belíssimo “Mulungu do Cerrado”, do grupo mineiro Uakti em parceria com o coral Tabinha. Ao final do século XIX, em meio às atribulações de um Brasil monárquico com pés na transição democrática, vivia em Diamantina uma família, mescla de mineiros e …

    More  →
  • Noturnos – histórias de música e anoitecer, Kazuo Ishiguro

    Kazuo Ishiguro, escritor japonês-britânico, ganhador do Booker Prize pelo romance Os resíduos do dia em 1989, tem sido aclamado como um dos principais autores da contemporaneidade. Sua premiada produção inclui romances, peças de teatro, adaptações fílmicas e letras de canções. Já seu livro Noturnos – histórias de música e anoitecer (2009) revela a face contista …

    More  →
  • A pianista, Elfriede Jelinek

    e continuarei a galgar desdobrarei os delgados braços meus ao largo das estranhas escarpas até que possam sangrar [1] O ano é 2004. Em outubro, quebra-se a espera e a academia sueca anuncia o nome da ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura. Elfriede Jelinek é escolhida “por seu fluxo musical de vozes e contra-vozes em …

    More  →
  • A vida privada das árvores, Alejandro Zambra

    Um lugar comum na rotina e o lugar comum daquilo que concebemos como imagem de um lugar, de uma pessoa ou de uma experiência. Chile, país de Alejandro Zambra, autor d’A vida privada das árvores (Cosac Naify, 2013). Imagino os picos andinos, o horizonte de neve, uma estreita e esticada faixa de terra mirando a …

    More  →
  • O filho de mil homens, Valter Hugo Mãe

    Baby Dee sussurra na orelha do livro: você pode me comprar pelo preço de um pardal. Que comprem e escutem a história, contada por sobre o ombro, sobre algumas metades de pessoas reunidas à beira-mar. O filho de mil homens, do escritor Valter Hugo Mãe, surge depois de uma série de romances premiados, nos quais …

    More  →