• 23905729_1492681697467973_6417929168822062131_n

    Berttoni Licarião

    Colaborador

    Mestre em Estudos Literários (UFMG), professor de Inglês e escritor sem-tempo. Formado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba, hoje vive em Brasília comendo livros, respirando música e bebendo filmes. Tem duas filhotas adotadas, Café & Panqueca, e um marido fã da turma da Mônica. Atualmente é doutorando em Literatura pela UnB com pesquisa sobre a memória da ditadura na ficção contemporânea brasileira e argentina.
  • Eliza Araújo (1)

    Eliza Araújo

    Colaboradora

    Eliza Araújo é capricorniana, amante de plantas, café, livros e culinária. Ama livros desde criança, ama o cheiro deles, as suas orelhas e toda sua anatomia. É formada em Letras (Inglês) e mestranda em literatura de língua inglesa. Escreve para o Prosa porque também proseia quando fala. E falar de livros é dos melhores assuntos.
  • Ix Chel

    Ix Chel

    Colaboradora

    Há 20 anos tenta descobrir como se pronuncia. "Como pronunciar...-se?" Com a incógnita entranhada até no nome, não se fez diferente: na busca de firmar-se, esvoaça como uma libelulinha inquieta entre Salvador, Rio de Janeiro e Brasília. Soteropolitana e sagitariana, é apaixonada por margaridas, nuvens e acarajé. Anacoluta que só ela! Às vezes, se arrisca a versejar... É estudante de jornalismo da UFRJ e extremamente fascinada por histórias: em livros, pessoas, olhares, silêncios.
  • Karina Fonsaca

    Karina Fonsaca

    Colaboradora

    Graduada em Letras Vernácula, UFPB. Mestre em Letras, Literatura e Cultura, UFPB. Doutorado  - a caminho de atar nós - Letras, Literatura e Cultura, UFPB. Do paladar: línguas e literaturas clássicas, com pendor para traduções e para mitologias. Da audição: musicista das cordas dissonantes desde a infância. Do tato: aprendiz de crochê e de costura. Da visão: preto e branco, tonalidades impressionistas, luzes vespertinas. Do olfato: cerração fria, araucárias & eucaliptos, jardins das avós, maré salgada. Do sexto intuído: a razão mamulenga, as palavras furta-cor. Se renascesse, seria muitos cavalos.
  • Kátia Fonsaca (1)

    Katia Fonsaca

    Colaboradora

    Formada em Letras e Comunicação pela Universidade Federal da Paraíba. Mestranda em Literatura Pós-Colonial e Estudos Culturais pela Universidade de Potsdam. Já assumi diversas funções, entre elas caixa de loja, atendente de galeria de arte, professora de inglês, oficineira e contadora de estórias na Legoland DC Berlin. Já quis ser palhaça. Hoje sou tradutora do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), e presto serviços de tradução para empresas. A literatura é uma das poucas constâncias. Vivo em um entre-lugar. Sofro de uma sincera inclinação ao desterro, e sempre acabo voltando à aldeia da minha infância.
  • 12189329_10206264024934360_5435081587944115586_o

    Luísa Gadelha

    Ex-colaboradora

    Luísa é graduada e mestra em letras, graduanda em filosofia, ama literatura desde sempre e quadrinhos há alguns anos, tem preferência por romances (longos), sejam clássicos ou contemporâneos e se esforça - ou nem tanto - pra ler mais poesia. Também contribui com artigos sobre literatura para o Diário do Centro do Mundo. Foi colaboradora do Prosa entre maio e novembro de 2015.
  • Prosa Mirante

    Valnikson Viana

    Colaborador

    Tem um nome estranho de que se orgulha muito, não por ser único, mas pela história que ele carrega. Apaixonado por arte e cultura desde criança, tem a leitura como rainha de seu mundo. O amor pelos livros acabou por influenciá-lo a escolher a profissão de professor e pesquisador em literatura, com ênfase em sua história. Compartilha suas experiências com as letras nacionais no blog ‘1001 Livros Brasileiros Para Ler Antes de Morrer’ desde 2013. Suas preferências envolvem autoria feminina, escritores do século XIX, literatura infantil e poesia.