Tag Archives: Direitos Humanos

  • Diário de Bitita, Carolina Maria de Jesus

          Para mim, o mundo consistia em comer, crescer e brincar. Eu pensava: o mundo é gostoso para se viver nele. Eu nunca hei de morrer para não deixar o mundo. O mundo há de ser sempre meu. Se eu morrer, não vou ver o sol, não vou ver a lua, nem as …

    More  →
  • O voo da guará vermelha, Maria Valéria Rezende

    “Quem construiu a Tebas das sete portas? Nos livros constam os nomes dos reis. Arrastaram eles os blocos de pedra?” Bertold Brecht   Abrir o livro e com ele alçar voo, o livro mesmo sendo pássaro, asas abertas, chamando o leitor pra garupa da sua lombada, aninhando-o dentro de suas páginas. Livro que promete no …

    More  →
  • 10 ficções recentes sobre a ditadura brasileira

    As coisas têm um rosto distinto quando vivemos o pós-elas. Quando nascemos tantos anos depois. Quando precisamos que nos informem, que nos expliquem, que nos digam que era óbvio o óbvio que pulou para dentro dos arquivos. As verdades feias foram ao banheiro e retocaram a maquiagem. (Adriana Lisboa, Azul corvo) Esta é uma lista [...] More  →
  • Autoimperialismo, Benjamin Moser

    Este livro é dedicado ao Ocupe Estelita e a todos que se esforçam para construir um Brasil mais bonito   Há um livro sobre o Brasil e sua feiura arquitetônica que merece atenção: Autoimperialismo, de Benjamin Moser. Lançado esse ano, a obra é composta por três ensaios curtos – “Cemitério da Esperança: Brasília aos 50”, …

    More  →
  • 8 obras contemporâneas para discutir transfobia e homofobia

    O grande mestre Antonio Candido atribui à literatura um papel humanizador. Por ser uma forma de conhecimento, uma tentativa de sistematização do mundo por meio da palavra escrita, um exercício de compreensão do outro, “a literatura desenvolve em nós a quota de humanidade na medida em que nos torna mais compreensivos e abertos para a [...] More  →
  • K. Relato de uma busca, B. Kucinski

    Para Bernardo Kucinski, em entrevista concedida a um dos programas da série Super Libris [1],  o trauma histórico da ditadura militar no Brasil (1964 – 1985) foi individualizado ao invés de ter sido encarado como uma ferida coletiva, o que fez com que não apenas as tragédias, mas também as culpas, ganhassem uma dimensão muito …

    More  →